Paramgayti: A farsa faz parte do engano.



O motivo desta nota é sobre o retorno de "Paramgayti" (Guru eleito pelo GBC) envolvido em varias actividades ilícitas no ano 2009. Retornando agora em 2014 ao Brasil,  como  diz aquela música: "eu voltei agora pra ficar, porque aqui, aqui é meu lugar, eu voltei para as coisas que eu deixei..."
 Nós, anteriormente, observamos que o caso Paramgati, envolvido com abusos homossexuais, não terminava com uma simples viagem à Índia. Mas pelo contrário, o caso não foi resolvido pelo GBC completamente a tal ponto que agora nós vemos concretizar o que já estava planejado: o afastamento de "Paramgayti" por um par de anos foi para fazer a poeira descer. Agora, a sua volta  tem como suporte seus discípulos sentimentalistas  agitando a bandeira de que nada aconteceu, ou que tudo  é produto de uma conspiração. Porém, fatos são fatos, e o fato é que Paramgayti não é um representante genuíno de Srila Prabhupada. Alguém poderia perguntar por quê? A resposta é  que  Srila Prabhupada jamais autorizou nem  aprovou pessoas condicionadas a agirem como gurus em sua sociedade para a  Consciência de Krishna. Muito menos Srila Prabhupada  aprovaria que uma pessoa situada na ordem renunciada da vida e que tivesse se envolvido  ilicitamente com homens continuasse a ser um monge, estudante celibatário, ou que ostentasse ter um cargo de liderança na ISKCON. Em contra partida,uma pessoa sincera teria trocado as vestes açafroadas pelas brancas. No entanto, como a sinceridade não anda pelas bandas da ISKCON adulterada, o que vemos são lideres corruptos que na época (2009) resolveram mal o assunto, e então o resultado vem na forma de falta de vergonha; cara de pau; falta de moralidade;de ética;de lógica;de razão;de pureza; de veracidade; humildade;etc, violando assim todos os princípios de pureza estabelecidos pelas pessoas santas e por Srila Prabhuapada, o representante genuíno de Krishna. 
Esta é a mostra  mais polida e refinada de quanto é degradado o sistema actual de gurus na ISKCON, onde vemos uma pessoa como "Paramgayti" ser afastada do movimento e ao mesmo tempo continuar a agir ocultamente como líder de alguns fieis seguidores cegos que gostam da vaidade de ter um cara "gente boa" a quem podem bajular. Com estes fatos acontecendo, nós podemos entender que dentro do campo da ISKCON ainda existem motivos para continuar com este circo de palhaços. Um deles, é a continuidade de um sistema que pode perpetrar o que Srila Prabhupada sempre dizia ser uma sociedade de enganados e enganadores. Logicamente, que o grande motivo é continuar negando que Srila Prabhupada é o guru para todos os devotos da ISKCON. Com a confirmação do sistema de iniciação em nome de Srila Prabhupada, pessoas como Paramgayti entre outros gurus caídos, não teriam lugar algum para seus shows em busca de ganhos; fama; adoração e distinção. Porém, enquanto mais insistem em negar as ordens de Srila Prabhupada mais fica nítido e claro as manchas de erros e absurdos da liderança actual da ISKCON. 
É como diz aquela outra música: "o 'movimento' é uma mentira que a minha vaidade quer."


Actualmente "Paramgayti" está sendo divulgado tanto em templos de Belo Horizonte como do Rio de Janeiro como um fiel representante de Srila Prabhupada por seus seguidores cegos com a ideia de poder incrementar o numero perdido de inocentes e enganados deixados no caminho. Será que 4 anos é garantia de que "Paramgayti" mudou? 
A pergunta mais importante que surge como reflexão perante os absurdos que acontecem com os lideres da  ISKCON na actualidade, pode ser a seguinte: Será que Srila Prabhupada está satisfeito com todo este circo de enganadores e enganados?  Será que esta pergunta ninguém faz a si mesmo?
Logicamente, na liderança da ISKCON Brasil estas questões não passam nunca por perto e se chegassem a passar é melhor remover a verdade que pode afectar o veneno da mentira que fazer ao contrario, remover o veneno espalhado na sociedade de Srila Prabhupada. Remover este câncer dos gurus farsantes dá mais problemas que  ficar com ele por tempo indeterminado, até que "Paramgayti" novamente volte às suas festas ilícitas utilizando a imagem do movimento Hare Krishna. 
Por Kalki dasa

Comentários

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. jd . todas estas acusaçoes feitas a paramgati são verdadeiras e não só a ele especificamente mas tambem ao ara de lua ,hrdayananda,entre outros que eu pessoalmente tive o desprazer de trabalhar ingenuamente e posso afirmar que eles são todos uns patifes ordinarios ,mentirosos,usurpadores dos frutos dos trabalhos de muitos devotos. e mais e mais e muito mais.

    ResponderExcluir
  3. Olha, este Param Gati, há muito mesmo, antes de 2009, já demonstrava, não ser fidedigno. Existem tantas ramificações dentro da, Iskcon, que temos que fazer um trabalho de trazer a baila o real caminho da consciência de krisna, deixada por Srila Prabhupada.

    ResponderExcluir
  4. Paramgayti com certeza vocẽ não é legitimo, vocẽ não passa de um farsante que ainda continua sendo promovido por um bando de pessoas cegas. Você deveria calar e se dedicar a outra coisa. Você não é autentico você é mentiroso enganador.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

"To do things hastily and incorrectly is not good. Anything valuable takes a little time to come into existence. Therefore there is no harm in waiting for the best thing. But everything is well that ends well: That should be the principle."
Prabhupada Letters :: 1969.
.............................................................................
"Hacer las cosas de afán y mal no es bueno. Algo valioso toma un poco de tiempo para llegar a existir. Por lo tanto no hay daño en esperar lo mejor. Pero si algo va bien termina bien. Ese debe ser el principio".
Cartas de Prabhupada :: 1969.

Postagens mais visitadas deste blog

ISKCON Pandemônio

El Mono Empalado 11