Carta de Srila Prabhupada : Quem de fato pode ser guru ?





Por favor, aceite minhas bênçãos. Eu estou em devida recepção de suas cartas de 18 de novembro, 22 de novembro e 3 de dezembro de 1972, e ouvi dizer que você está tendo algumas dificuldades, por isso enviou Siddhasvarupa lá para ajudá-lo. Agora tente manter a cabeça fria em todas as circunstâncias e sempre lembre que Krishna irá protegê-lo de qualquer forma, você não tem que se preocupar por qualquer coisa. Eu acho que sem você o negócio da Nova Zelândia não vai continuar, mas agora você está saindo de lá para viver em uma fazenda na Austrália. Naturalmente, o nosso serviço a Krishna é um assunto voluntário, então o que eu posso dizer? Se você acha que é a melhor escolha, tenho de concordar, caso contrário, você pode ir embora por completo. De qualquer forma vamos discutir em detalhes se eu chegar lá no futuro.

Quanto às suas questões na carta de 18 de novembro de 1972, você me perguntou se o mestre espiritual é, em última análise Krishna, então a resposta deve ser que, se você pensar dessa maneira, então todo mundo é Krishna. Então, por que devemos pensar assim? saktyavesa Avatara. Significa, uma entidade viva, mas ele é especialmente empoderada. Não que ele seja Krishna. Mas por conta de sua elevada posição que ele seja honrado tanto quanto Krishna. Não que ele seja Krishna. Isto é Mayavadi. Ele atua na posição de Krishna, mas ele não é Krishna, ele é muito querido por Krishna. Isso é explicado: (aqui o verso foi citado: yasya prasadat bhagavata prasadat ...) O mestre espiritual está atuando na posição de Krishna, porque ele é o servo mais confidencial de Krishna.

Sua pergunta seguinte, depois de deixar este mundo material  o devoto fica para sempre com seu mestre espiritual? A resposta é sim. Mas eu acho que você tem uma ideia equivocada a este respeito. Você fala de devoto puro, que ele é saktyavesa avatara, que devemos obedecer-lhe apenas, essas coisas são uma ideia errada. Se alguém pensa assim, que um devoto puro deve ser obedecido e ninguém mais, isso significa que ele é um absurdo. Aconselhamos a todos para tratar um ao outro como Prabhu. Prabhu significa mestre, assim como o mestre pode ser desobedecido? Outros, eles também são devotos puros. Todos os meus discípulos são devotos puros. Qualquer pessoa sinceramente servindo o mestre espiritual é um devoto puro, pode ser Siddhasvarupa ou outros, a-Siddhasvarupa. Isso deve ser muito claramente especificado. Não é apenas que o seu Siddhasvarupa é um devoto puro e não outros. Não tente fazer uma facção. Siddhasvarupa é uma boa alma. Mas os outros não devem ser enganados. Qualquer pessoa que está rendida ao mestre espiritual é um devoto puro, não importa se Siddhasvarupa ou não Siddhasvarupa. Entre nós deve-se respeitar os outros como Prabhu, mestre, um do outro. Assim que distinguir aqui é um devoto puro, aqui é um devoto não-puro, isso significa que eu sou um absurdo. Por que você só quer estar no céu espiritual com Siddhasvarupa? Por que não todos? Se Siddhasvarupa pode ir, por que não todos? Siddhasvarupa vai, você vai, Syamasundara vai, todos os outros vão. Teremos outra ISKCON lá. Claro, o Sr. Nair deve ficar.

E se alguém não for, então vou ter que voltar para levá-lo para lá. Uma pessoa deve lembrar disso e cada um dos meus discípulos deve agir de tal maneira que eles possam ir comigo e não possam voltar a tomar outro nascimento.

Quanto à sua pergunta seguinte, pode apenas alguns devotos puros liberar os outros, qualquer um, se ele é um devoto puro pode liberar outros, ele pode se tornar mestre espiritual. Mas a menos que esteja nessa plataforma ele não deve tentar. Em seguida, ambos vão para o inferno, como cegos guiando cegos.

A seguir, você pergunta se eu estou presente em minha foto e forma? Sim. Na forma, bem como nos ensinamentos. Cumprir os ensinamentos do guru é mais importante do que a adorar a forma, mas nenhum deles deve ser negligenciado. Forma é chamada vapuh e ensinamentos é chamado vani. Ambos devem ser adorados. Vani é mais importante do que vapuh.

Sua pergunta seguinte é: devemos amar Krishna ou  amar o mestre espiritual: Você não pode ir para Krishna diretamente, amá-Lo. É senso comum que se Krishna é o objeto de seu amor, seu cão de estimação também é o objeto de seu amor. Amigos se encontram com amigos e se o amigo está com o seu cão o cavalheiro da uma palmadinha em seu cão primeiro, não é? Então, o homem torna-se automaticamente satisfeito,  seu cão está sendo afagado. Eu já vi isso em seu país. A conclusão é esta: Sem agradar ao mestre espiritual, ele não pode agradar a Krishna. Se alguém tenta agradar a Krishna diretamente, ele é o tolo número um.

Esperando que este encontre você e sua boa esposa, Krishna Tulasi dasi, com boa saúde e humor  devocional.

Seu sempre bem-querente,
A. C. Bhaktivedanta Swami



Nota: Nesta carta Srila Prabhupada está dando varias instruções importantes sobre os princípios da Consciência de Krishna. Referente ao Mestre Espiritual, Srila Prabhupada diz que alguém que pensa que o guru é Deus está errado. O mestre espiritual autorizado, que é uma alma dotada de poder por Krishna, age em lugar de Krishna,  ele não é Krishna ,mas por estar ocupando o lugar de Krishna  lhe oferecem respeitos devido a seu vinculo intimo com Krishna. Agora surge a questão da posição dos gurus eleitos pelo GBC na ISKCON : como eles são dotados de poder por Krishna? Qual é seu serviço confidencial e relacionamento intimo com Krishna? Este estado elevado é alcançado mediante votos eleitorais de um corpo administrativo? A resposta é não. Krishna dota de poder uma alma sincera e pura.

Srila Prabhupada deixa bem claro que a visão de um devoto puro como único salvador discriminando o resto é um absurdo devido ao fato que se alguém trabalha sob guia de um guru autorizado seguindo suas instruções e ensinamentos é devoto puro como ferro tocado pelo fogo é fogo e deixa de ser ferro.
Porem, Srila Prabhupada adverte que outros não devem ser enganados com a ideia de que estes devotos puros são tão bons que se diferenciam do resto e devam ser adorados ao mesmo nível que Krishna. Por que não todos? Por que só um grupo de pessoas que se dizem adoradores de tal e tal guru ou discípulo de tal e tal pessoa podem ter aceso ao mundo espiritual?
O absurdo do sistema atual de gurus da ISKCON é a facção de diferentes assim chamados gurus que lutam entre si dizendo você é discípulo de um devoto puro você não pode ser discípulo deste devoto puro, ou eu sou discípulo de Srila Prabhupada e ninguém mais pode ser.

Srila Prabhupada embora diga, todos são devotos puros, ele diz que ele teria que voltar caso alguém não consiga voltar ao Supremo. Srila Prabhupada nesta carta nunca diz que algum de seus discípulos que são devotos puros tem o poder de voltar a este mundo para liberar as almas condicionadas. Por isso foi advertido de não enganar aos outros.
Este ponto é importante devido que alguém é um devoto puro por seguir ao mestre espiritual puro , porem, ocupar o mesmo lugar que o mestre espiritual dotado de poder, sem pureza, isto é uma farsa e um engano. Portanto como Srila Prabhupada diz este engano leva tanto ao enganador quanto ao enganado rumo ao inferno. Nesta carta Srila Prabhupada deixa bem claro que o guru e sua forma são absolutos e não devem ser negligenciadas nem a sua forma nem suas instruções, porem as suas instruções são mais importantes que sua forma. Então mediante o comportamento dos atuais gurus eleitos pelo GBC na ISKCON podemos ver como as instruções de Srila Prabhupada são deixadas de lado fazendo assim mau uso de poder, status e enganando as pessoas por colocar pessoas ambiciosas atuando como gurus.
Podemos ver como os tolos gostam de dizer que você tem que ter um guru vivo porem  eles não sabem que o guru nunca morre. Portanto, guru é um principio e nunca um corpo material.

Glorias a Srila Prabhupada !


Comentários

  1. Isto é verdade, uma coisa que me preocupa . Os vegans e os livros de culinária da Isckon Brasil. vegan segue um filosofia flasa. Não podemos aceitar isto, não somos vegtarianos, somos consciêntes de Krisna. Obrigado por suas postagens. Temos que tomar a isckon devolta.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

"To do things hastily and incorrectly is not good. Anything valuable takes a little time to come into existence. Therefore there is no harm in waiting for the best thing. But everything is well that ends well: That should be the principle."
Prabhupada Letters :: 1969.
.............................................................................
"Hacer las cosas de afán y mal no es bueno. Algo valioso toma un poco de tiempo para llegar a existir. Por lo tanto no hay daño en esperar lo mejor. Pero si algo va bien termina bien. Ese debe ser el principio".
Cartas de Prabhupada :: 1969.

Postagens mais visitadas deste blog

ISKCON Pandemônio

El Mono Empalado 11