"Falsos Vaisnavas devem ser rejeitados"


Quando todos os devotos viram a misericórdia do Senhor sobre os dois irmãos, eles ficaram muito alegres, e eles começaram a cantar o santo nome do Senhor, "Hari! Hari!"

Significado


Srila Narottama dasa Táhkura diz, chadiya vaisnava seva nistara payeche keba: a menos que alguém sirva a um Vaisnava, ele não pode se libertar. O mestre espiritual inicia o discípulo para libera-lo , e se o discípulo executa a ordem do mestre espiritual e não ofende outros Vaisnavas, seu caminho é
claro
. Conseqüentemente Sri Caitanya Mahaprabhu Prabhu solicitou a todos os Vaisnavas presentes para mostrar misericórdia para com os dois irmãos, Rupa e Sanatana, que tinham acabado de ser iniciados pelo Senhor. Quando um Vaisnava vê que outro Vaisnava é um destinatário da misericórdia do Senhor, ele fica muito feliz. Vaisnavas não são invejosos. Se um Vaisnava, pela misericórdia do Senhor, está habilitado por Ele para distribuir o santo nome do Senhor em todo o mundo, outros Vaisnavas ficam muito alegres - isto é, se eles são realmente Vaisnavas. Aquele que está com inveja do sucesso de um Vaisava certamente não é um Vaisnava, mas um simples homem mundano. Inveja e ciúme são manifestados pelas pessoas mundanas, e não por os Vaisnavas. Por que razão um Vaisnava seriá invejoso de outro Vaisnava que tem êxito na divulgação do santo nome do Senhor? Um Vaisnava verdadeiro tem muito prazer de aceitar outro Vaisnava que está concedendo a misericórdia do Senhor.A pessoa mundana vestida de Vaisnava não deve ser respeitada, mas sim rejeitada. Isto é afirmado no sastra (upeksa). A palavra upeksa significa negligência. Uma pessoa deve negligenciar um invejoso. O dever de um pregador é amar a Suprema Personalidade de Deus, fazer amizades com Vaisnavas, mostrar misericórdia para com os inocentes, rejeitar ou negligenciar aqueles que estão com inveja ou ciúmes.
Há muitas pessoas com inveja vestidos de Vaisnavas neste movimento da consciência de Krishna, e devem ser completamente negligenciadas. Não há necessidade de servir a uma pessoa ciumenta, que está vestida de Vaisnava. Quando Narottama dasa Tahkura diz chadiya vaisnava seva nistara payeche keba, ele está indicando um Vaisnava real , não uma pessoa com inveja e ciúmes vestida de Vaisnava.

Este comportamento indica o Vaisnavas real. Quando viram que Rupa e Sanatana tiveram a sorte de receber a misericórdia do Senhor, eles sentiram tato prazer que todos parabenizaram os dois irmãos. Uma pessoa ciumenta vestida de Vaisnava não é nada feliz em ver o sucesso de um outro Vaisnava em receber a misericórdia do Senhor. Infelizmente, nesta Era de Kali, existem muitas pessoas mundanas vestidas de Vaisnavas, e Srila Bhaktivinoda Tahkura descreveu-os como discípulos de Kali. Ele diz, Kali-cela. Ele indica que há um outro Vaisnava, um pseudo Vaisnava com tilaka no nariz e kanti de pérolas no pescoço. Tais pseudos Vaisnavas associam-se com dinheiro e mulheres e tem ciúmes de outros Vaisnavas bem sucedidos. Embora passando-se por um Vaisnava, seu único negócio é ganhar dinheiro vestido de um Vaisnava. Bhaktivinoda Thakura portanto, diz que tal pseudo Vaisnava não é um Vaisnava , mas um discípulo de Kali-yuga. Um discípulo de Kali não pode se tornar um Acharya pela decisão de algum tribunal superior. Votos mundanos não têm competência para eleger um Acharya Vaisnava. O Acharya Vaisnava é auto-refulgente, e não há necessidade de qualquer sentença judicial. Um falso Acharya pode tentar substituir a um Vaisnava por uma alta decisão judicial, mas Bhaktivinoda Tahkura diz que ele não é senão um discípulo de Kali-yuga.


A.C. Bhaktivedanta Swami Srila Prabhupada

Madhya Lila capitulo 1 versos 218-220





Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ISKCON Pandemônio

El Mono Empalado 11