Um devoto nitya-siddha vem de Vaikuntha


"Um devoto nitya-siddha vem de Vaikuntha a partir de uma ordem da Suprema Personalidade de Deus e mostra através de seu exemplo como se tornar um devoto puro."

Bhakti-rasamrita-sindhu ofereceu discussões consideráveis sobre devotos nitya-siddha e sadhana-siddha. Os devotos nitya-siddha vem de Vaikuntha para este mundo material para ensinar, com seu próprio exemplo, como se tornar um devoto. As entidades vivas nesse mundo material podem receber aulas desses devotos nitya-siddha e assim se tornarem inclinados à voltarem para casa, de volta para Deus. Um devoto nitya-siddha vem de Vaikuntha sob a ordem da Suprema Personalidade de Deus e mostra pelo seu exemplo como se tornar um devoto puro (anyabhilasita-sunyam). Apesar de vir para este mundo material, o devoto nitya-siddha nunca se sente atraído pelos encantos do usufruto material. Um bom exemplo é Prahlada Maharaja, que era um devoto nitya-siddha, um devoto maha-bhagavata.

Embora Prahlada tenha nascido na família de Hiranyakasipu, um ateísta, ele nunca se ligou a nenhum tipo de prazer materialista. Desejando exibir os sintomas de um devoto puro, O Senhor tentou induzir Prahlada Maharaja a tomar benefícios materiais, mas Prahlada Maharaja não os aceitou. Pelo contrário, através de seu exemplo pessoal, demonstrou os sintomas de um devoto puro. Em outras palavras, o Senhor em pessoa não tem nenhum desejo de mandar seu devoto puro para o mundo material, nem o devoto tem qualquer motivo material para vir. Quando o Senhor em pessoa aparece como uma encarnação dentro desse mundo material, Ele não está atraído pela atmosfera material e não tem nada a ver com as atividades materiais, ainda assim, através de Seu exemplo, ensina ao homem comum como se tornar um devoto. Da mesma forma, um devoto quando vem para cá de acordo com a ordem do Senhor Supremo, mostra com seu próprio comportamento como se tornar um devoto puro. Um devoto puro, portanto, é um exemplo prático para todas as entidades vivas, inclusive o Senhor Brahma. (Srimad-Bhagavatam 7.10.3)

O mundo todo é purificado simplesmente pela aparição de tão grande devoto. Com sua presença, o mundo todo é glorificado, e todas as almas condicionadas, por causa de sua presença transcendental, são também glorificadas.

O mundo todo é purificado simplesmente pela aparição de tão grande devoto. Com sua presença, o mundo todo é glorificado, e todas as almas condicionadas, por causa de sua presença transcendental, são também glorificadas. Conforme Narottama dasa Thakura confirma, Vasudeva Datta é o devoto ideal de Sri Caitanya Mahaprabhu. Gaurangera sangi-gane, nitya-siddha kari’ mane, se yaya vrajendra-suta-pasa Aquele que executa a missão de Sri Caitanya Mahaprabhu deve ser considerado como um eternamente liberado. Ele é uma pessoa transcendental e não pertence a esse mundo material. Tal devoto envolvido na liberação da população total é tão magnânimo quanto o próprio Sri Caitanya Mahaprabhu. Namo maha-vadanyaya krishna-prema-pradaya te krishnaya krishna-caitanya -namne gaura tvise namah Tal personalidade realmente representa Sri Caitanya Mahaprabhu porque seu coração está sempre cheio de compaixão pelas almas condicionadas. (Sri Caitanya-Caritamrita Madhya-lila 15.163)

"Eu não me lembro de nenhuma parte de minha vida onde eu esquecesse Krishna."

Então eu não sei por que perguntam sobre minha vida passada. Se eu estava sujeito às leis da natureza material? Então, mesmo que se aceite que eu estava sujeito às leis da natureza material, isso prejudica eu ter me tornado um Mestre Espiritual? Qual é sua opinião? A partir da vida de Narada Muni é distinguido que embora tenha sido uma alma condicionada em Sua vida anterior, não houve impedimento para Ele se tornar um Mestre Espiritual. Essa lei não só é aplicável ao Mestre Espiritual, mas a toda entidade vivente... Até onde me toca, eu não posso dizer o que fui em minha vida anterior, mas um grande astrólogo calculou que eu fui um médico e que minha vida foi sem pecado. Além disso, para corroborar a afirmação do Bhagavad Gita “sucinam srimatam gehe yogabhrasta samyayate” que quer dizer um yogi não-realizado nasce em uma família rica ou nasce de um suci ou de um pai piedoso. Pela graça de Krishna, eu tive essas duas oportunidades na vida atual de nascer de um pai piedoso e ter sido criado em uma das famílias mais ricas e aristocráticas de Calcutá (Kasinath Mullick). Radha Krishna uma deidade nessa família me chamou para encontrá-Lo e, portanto, a última vez que estive em Calcutá, fiquei nesse templo junto com meus discípulos americanos. Embora eu tivesse todas as oportunidades de me lançar nos quatro princípios da vida pecaminosa, porque estava conectado com uma família muito aristocrática, Krishna sempre me salvou, e através de toda a minha vida eu nunca soube o que era sexo ilícito, intoxicação, ingestão de carne ou jogatina. No que concerne à minha vida presente, não lembro de nenhuma parte de minha vida que tenha esquecido de Krishna. (Carta de Srila Prabhupada para Tamala Krishna, Los Angeles, 21 de Junho de 1970.)




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ISKCON Pandemônio

El Mono Empalado 11