"Todo mundo deveria tentar ser inteligente o suficiente para saber qual é o objetivo da Vida"


Prabhupada, Vrndavana, 3 de setembro de 1976: Então, aqui está um versículo, número quinze, do Bhagavad-Gita, Capítulo Sétimo:

na mam duskrtino mudhah prapadyante naradhamah mayayapahrta-jnana
asuram bhãvam asritah [Bg. 7,15]

Então fizemos este verso de um padrão de análise. Não temos de fazer nada. Tudo está lá, porque Krishna é o guru original. Sisyas te 'ham
sadhi mam tvamprapannam . Arjuna, no sistema parampara, está nos ensinando como renderse a Krishna. Portanto, esta é a qualificação para avançar em consciência espiritual. As pessoas estão sofrendo. Por falta de consciência espiritual, eles estão vivendo como animais, dehatma-buddhih.
yasyatma-buddhih kunape tri-sva dhatuke-dhih kalatradisu bhauma Yat-ijyadhih tirtha-salile buddhih na karhicij janesv abhijnesu sa ir eva-kharah [SB 10.84.13]

Go-kharah os animais, vacas e jumentos. Qualquer um que esteja pensando: "Eu sou este corpo", ele é animal. Este é o veredicto. Na verdade ele é animal. Se o cão está pensando, "Eu sou cachorro", e se algum cavalheiro está pensando, "Eu sou índio", "Eu sou americano", ou "eu sou inglês", onde está a diferença? Para identificar o corpo? Não há nenhuma diferença.

Assim, nesta plataforma do conceito corpóreo de vida, continuamos a ser animais. E para aumentar a partir dessa plataforma de animais para a plataforma da nossa consciência espiritual, que é o negócio da vida humana. Athato Brahma jijnasa. Este é o Vedanta-sutra. Se não perguntar sobre Brahman nesta forma de vida humana, que é obtida após muitos e muitos nascimentos ... Bahunam sambhavante. Muitos, muitos milhões de anos e milhões de nascimentos. Tatha dehantara-praptir. Nós mudamos o nosso corpo, mas porque estamos na plataforma de animais, não podemos compreender que temos que mudar nosso corpo. Então Krishna pessoalmente vem, porque nós somos parte e parcela de Krishna. Mamaivamso jiva-bhutah [Bg. 15,7] Ele está mais ansioso para nós, porque estamos sofrendo neste mundo material em conceito corpóreo de vida. Essa é sua primeira instrução. Tatha dehantara-praptir. Temos que entender que temos que mudar este corpo. Não fique feliz porque você tem o Karma por um corpo confortável. Nenhum corpo é confortável. É temporário, até que seja confortável. Mesmo se você tem um corpo muito bonito, corpo-americanos ou organismo europeu, ele pode parecer ser muito bom, melhor do que o corpo indiano, mas que não é permanente. Você vai ter que mudar isso. Essa é a consciência espiritual.

Portanto, temos de estar preparados. Isto é glanir. Na plataforma do conceito corpóreo de vida, o que estamos fazendo, isso é tudo uma derrota. Parabhavas abodha tavad Yavan-jato na atma jijnasata-tattvam. No conceito corpóreo de vida, o que estamos fazendo, simplesmente é derrota. Estamos pensando: "Estou a fazer progressos muito bom." Patifaria. Não há progresso. A menos que você se torna curioso, athato Brahma jijnasa, não há progresso. O que foi ensinado pelos nossos acaryas. Sanatana Gosvami, quando ele se aproximou ..., Sanatana Gosvami aproximou Senhor Caitanya, sua primeira pergunta era ministro ... Ele foi primeiro-ministro, ele era um homem muito grande, mas ele se aproximou Caitanya Mahaprabhu para perguntar: "Quem sou eu?" Ami Ke. Essa era a sua investigação. Ke ami kene Amaya jare tapa-traya, Apani kaha prabhu kiser hita haya. Portanto, este é o processo, para saber de si mesmo, para não ser confuso por os
confortos temporários,do corpo. Esta é a instrução de toda a literatura védica. Prahlada Maharaja disse também ao Senhor Nrsimhadeva, vimukha tato soce cetasa-maya-vimudhan bharam sukhaya. Maya-sukhaya vimudhan udvahato bharam [SB 7.9.43], aqueles que estão
ocupados para a temporária mayasukha , são vimudhan. A mesma coisa é explicado aqui: na mam mudhah duskrtino [Bg. 7,15]. Portanto, aqueles que estão a despeito dessa felicidade material, eles têm sido sempre descrito em todos os sastras, e Krishna é pessoalmente descrevendo: Mudha. Vimudhan. Se queremos continuar a ser um vimudhan e sofrer esta existência material, que o nosso sinal de inteligência nãoé muito bom. Todos deveriam tentar ser inteligente o suficiente o que é o objetivo da vida, o que deve ser feito nesta forma de vida humana. Assim, nosso movimento da consciência de Krishna é a actividades de bem-estar supremo do mundo, porque estamos tentando parar a vida dos porcos e cães. Nayam deho deha-bhajam nrloke kastan kaman arhate vid-bhujam ye [Bhag. 5.5.1]]. Porcos Vid-bhujam, os comedores de fezes,. Qual é o seu negócio? Vimos em Vrndavana também existem muitos porcos. Dias e noites buscando fezes, e comendo, e ficando um pouco de fortes e de gordura, em seguida, gozo dos sentidos, não importa se é mãe, irmã ou filha. Esta vida de porcos e cães deve ser interrompido. Não é possível para todos parar, mas aqueles que são inteligentes, felizes, como Caitanya Mahaprabhu disse:

ei rupe Brahmanda bhramite kona bhagyavan jiva guru-krsna-krpa paya bhakti-lata-bija [Cc. Madhya 19,151]

Então, vocês estão todos felizes que você tenha tomado a esta consciência de Krishna, bhakti-lata-bija. E proceder de acordo com os princípios. E o primeiro princípio é
tad-vijnanartham sa gurum evabhigacchet [MU 1.2.12] Este é o primeiro princípio. Adau gurvasrayam. Esse é o primeiro princípio. E nos Vedas também se diz que,

yasya deve para bhaktir yatha deve tatha gurau tasyaite kathita hy arthah prakasante… [SU 6.23]

Conhecimento védico é a revelação. Conhecimento védico não é compreendido pelos chamados erudição mundana, pela leitura da gramática. Não. conhecimento védico é possível de ser compreendida por uma pessoa que tem fé inabalável no guru fidedigno. Guru significa representante de Krishna-Krishna e seu representante. Nós temos discutido várias vezes esse fato que o guru, o servo de boa-fé de Krishna. Guru não significa que um mago ou malabarismo. Isso não é guru. Guru significa, é explicado por Sri Caitanya Mahaprabhu muito facilmente, como se tornar guru. Ele pediu a todos, especialmente aqueles que são nascidos na Índia, manusya bhumite Bharata-janma Haila yara [Cc. Adi 9,41] Especialmente. Porque nós índios, Bharatiya, temos facilidades para tornar-se guru de todo o mundo. Temos a facilidade. Porque aqui temos as literaturas, textos védicos, especialmente o Bhagavad-Gita, que é falado por Krishna. Se tentarmos entender que é o objetivo da vida e pregar em todo o mundo, então você se torna guru. E se queremos enganar os outros em nome de iogues chamados, Swami, estudiosos, que não vai fazer você guru. Guru ... Caitanya Mahaprabhu diz que você é, todos os índios, todos bharatiyas, guru. Amara ajnaya guru hana tara ei desa [Cc. Madhya 7,128]. Onde quer que esteja. E como me tornar guru? Yare dekha tara kaha krsna upadesa. Isso é tudo.

Portanto, este movimento da consciência de Krishna significa seguir as instruções de Caitanya Mahaprabhu. E instrução de Caitanya Mahaprabhu é essa, para pregar Krishna-upadesa. E este é
Krishna upadesa: na mam duskrtino mudhah prapadyante naradhamah [Bg. 7,15]. Isso não é fabricado nossas palavras, é Krishna-upadesa, que "quem não se entregou a mim, duskrtina, ele é imediatamente classificado em quatro grupos." Quais são eles? Duskrtina, mudhah, naradhamah, mayayapahrta-jnana,asuram bhãvam asritah. Então é uma coisa muito simples. Quem é um mudha? Se não se render a Krishna, se não compreender o que Krishna é, ele é um duskrtina, meio pecaminoso; mudha, malandro; naradhama, o mais baixo da humanidade, e mayayapahrta-jnana, e sua instrução chamada em diplomas são inúteis porque o conhecimento real é tirado dele. Mayayapahrta-jnana. Portanto, não há necessidade de lutar por ... Mas nós podemos compreender o que são essas pessoas em geral. Eles estão dentro desses quatro grupos de homens. Então nós temos que enfrentá-los. O nosso movimento da consciência de Krishna está enfrentando esses canalhas, esses duskrtinas, estes naradhamas, e esta solicitando que eles se tornem conscientes de Krishna. Trata-se de movimento da consciência de Krishna. Você não pode ficar de braços cruzados para mostrar o seu maravilla em um lugar isolado, imitando Haridasa Thakura: Hare Krishna, Hare Krishna. Não. Você tem que pregar. Essa é a ordem de Caitanya Mahaprabhu. Amara ajnaya guru hana tara ei desa [Cc. Madhya 7,128]. Isso é realmente seguir Caitanya Mahaprabhu ... Não para imitar Haridasa Thakura. Você pode ... Mesmo que você faz isso muito bem, que é para sua segurança. Supondo que você está fazendo muito bem, mas isso é para sua segurança. Mas que está enfrentando uma situação perigosa para o benefício dos outros, eles são muito rapidamente reconhecidos por Krishna.

na ca Tasman manusyesu kascin me priya krttamah-[Bg. 18,69]

ya idam paramam guhyam mad-abhidhasyati bhaktesv [Bg 18,68]

Portanto, se você ... Assim como a luta de soldados, que enfrentam o perigo para o país. Eles são reconhecidos. Do mesmo modo, aqueles que são pregadores, em nome de Krishna pregando as pessoas a tomar consciência de Krishna, eles são grandes soldados.

Então, estou muito feliz que você europeus e americanos, especialmente, você está me ajudando. Portanto, continuar este processo, e essa é a maneira muito fácil de ser reconhecido por Krishna. Porque Ele diz, na ca Tasman manusyesu kascin me priya krttamah-[Bg. 18,69] Quem? Quem está pregando esta consciência de Krishna. Então, eu agradeço muito que vocês vieram aqui em Vrndavana, e você está viajando, você está pregando. Por isso, vamos dedicar essa vida para pregar a Consciência de Krishna em todo o mundo.
Não tem importância se morremos pela pregação. Ainda assim, ela será gloriosa.

Muito obrigado. (fim)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ISKCON Pandemônio

El Mono Empalado 11