O Líder do estado, Governante ou Presidente devem ser versados no Conhecimento Védico


Uma vez que apenas uma pessoa que está completamente educada segundo os princípios do conhecimento védico merece ser comandante-em-chefe, governador do estado, o primeiro a castigar e o proprietario de todo o planeta, Prthu Maharaja ofereceu tudo ao Kumaras.

Significado

Neste verso é muito claro que um reino, estado ou império devem ser governados pelas instruções de pessoas santas e brahmanas como os Kumaras. Quando a monarquia governava por todo o mundo, o monarca era realmente dirigido por um conselho de brahmanas e pessoas santas. O rei, como administrador do Estado, executava seus deveres como funcionário dos brahmanas. Não se deve pensar que os reis ou brahmanas eram ditadores, nem eles se consideravam donos do Estado. Os reis também eram bem versado em a literatura védica e, portanto, estavam familiarizados com preceito do Sri Isopanisad: īśāvāsyam idam sarvam tudo o que existe pertence à Suprema Personalidade de Deus. No Bhagavad-Gita o Senhor Krishna também afirma que Ele é o proprietário de todos os sistemas planetários (sarva-loka maheśvaram). Portanto neste caso, ninguém pode pretender ser proprietário do estado. O rei, presidente ou chefe de Estado deve sempre lembrar que ele não é proprietário, mas o servo.


Na presente época, o rei ou presidente se esquece que ele é o servo de Deus e pensa em si mesmo como servo do povo. O atual governo democrático é proclamado a ser um governo popular, um governo pelo povo e para o povo, mas este tipo de governo não é sancionado pelos Vedas. Os Vedas afirmam que o reino deve ser regido com a finalidade de satisfazer a Suprema Personalidade de Deus e deve ser governado por um representante do Senhor. O chefe de um Estado não deve ser nomeado, se ele é desprovido de todo o conhecimento védico. Neste versículo afirma-se claramente ( veda-vid-sastra
arhati) todos os maiores cargos do governo, são especialmente criados para pessoas que estão bem familiarizados com os ensinamentos dos Vedas. Nos Vedas, há instruções precisas definindo como um rei, comandante-em-chefe, soldado e cidadão deve se comportar. Infelizmente, há muitos chamados filósofos na era atual, que dão instruções sem citar a autoridade, e muitos líderes seguem suas instruções não autorizadas. Consequentemente as pessoas não são felizes.


A moderna teoria do comunismo dialético, feita por Karl Marx e seguida por governos comunistas, não é perfeita. De acordo com o
comunismo védico , ninguém no estado nunca deveria morrer de fome. Atualmente existem muitas instituições falsas que estão arrecadando fundos do público com a finalidade de dar comida a pessoas que passam fome, mas estes fundos são invariavelmente desviados. De acordo com as instruções védicas, o governo deve organizar as coisas de tal maneira que não haverá nenhuma questão de fome. No Srimad-Bhagavatam afirma-se que um jefe de familia deve fazer com que até mesmo um lagarto ou uma cobra não morram de fome. Também a eles deve ser dada comida. Na realidade, por tanto, não há questão de fome, porque tudo é propriedade do Senhor Supremo, e Ele vê que haja um amplo arranjo para alimentar a todos. Nos Vedas (Katha Upanishad 2.2.13), é dito: eko bahūnāṁ yo vidadhāti kaman. O Senhor Supremo abastece as necessidades da vida para todos, e não há questão de fome. Se alguém morre de fome, é devido à má administração dos chamados governante, governador ou presidente.


É evidente, portanto, que uma pessoa que não é bem versada nas injunções védicas (veda-sastra vit) não deve candidatar-se para eleição como presidente, governador, etc. Antigamente os reis eram rājarṣis, o que significava que, embora estivessem agindo como reis, eles eram tão bons quanto as pessoas santas, porque eles não transgrediam nenhum dos preceitos das escrituras védicas e iriam governar sob a direção de grandes pessoas santas e brahmanas. Segundo este acordo, os presidentes modernos, governadores e diretores executivos são indignos de seus cargos, porque eles não estão familiarizados com o conhecimento
administrativo védico e não tomam conselhos de grandes pessoas santas e brahmanas. Por causa de sua desobediência às ordens dos Vedas e os Brahmanas,o rei Vena , pai de Prthu Maharaja, foi morto pelos brahmanas. Prthu Maharaja, portanto, sabia muito bem que era necessário que ele governa-se o planeta como o servo das pessoas santas e brahmanas.

A.C. Bhaktivedanta Swami Prabhupada ( Srimad Bhagavatam 4.22.45)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ISKCON Pandemônio

El Mono Empalado 11